Por um Mundo Sustentável PDF Imprimir E-mail
Seg, 15 de Abril de 2013 12:14





O banespiano Vicente de Mello Latterza se define como uma pessoa que desde criança buscava sair da “mesmice”. Hábil com as mãos e com uma imaginação pra lá de fértil, já na infância fazia carrinhos de madeira e outros brinquedos. Depois de adulto, ao contrário de muitos, não abandonou sua aptidão e ainda hoje usa essas características na tentativa de conscientizar crianças, adolescentes e adultos da importância de retomar o equilíbrio da vida em nosso planeta por meio de um jogo de tabuleiro, criado por ele, chamado Mundo Sustentável.


Trata-se de um mapa mundi que ilustra problemas encontrados atualmente no meio ambiente como extinção de animais, aquecimento global, escassez de água, desflorestamento, além de outros relacionados aos direitos humanos como fome e pobreza, preconceitos de credo, etnia e gênero, guerra e violência.

“Durante uma viagem que fiz para o Canadá, andando pelas cidades, notei muito lixo nas ruas e pessoas pedindo esmola, algo que a gente não pensa ver em um país adiantado, de primeiro mundo”, conta Latterza. “Foi aí que despertou a ideia de fazer um jogo que tivesse vida, que abordasse temas que estão constantemente na TV, e que servisse para conscientizar as crianças e, principalmente, fazer com que os adultos reavaliem suas condutos diante dessa questão ecológica. Costumo chamá-lo de um jogo de verdades”, explica.

Além de belo visualmente, o jogo é bem elaborado, possui regras bem definidas e níveis de dificuldades diferentes, direcionado para crianças acima de 7 anos e adultos. No entanto, o banespiano encontrou uma forma de adaptá-lo para os menorzinhos. “Fiz uma demonstração em uma Livraria há pouco tempo e deparei-me com crianças de 4 e 5 anos. Então, achamos uma forma deles também poderem brincar transformando-o em uma espécie de quebra-cabeças”, comenta.

Uma jornada para ficar pronto

Fazer a ideia se concretizar foi algo que demandou tempo, dinheiro e muita pesquisa. Latterza conta que buscou várias fontes para ilustrar o jogo, monumentos, animais e muita história. Essa pesquisa resultou em um rico material disponível na internet. “Forma cinco anos para ser concluído. Esse é um tipo de trabalho contínuo e de testes, de experimentação”, explica.


Os interessados em conhecer e adquirir o jogo podem entrar em contato com a Afubesp pelo telefone (11) 3292-1744.

Palavras cruzadas

Outra iniciativa do banespiano no mundo dos jogos de tabuleiro é a sua versão de palavras cruzadas. “Introduzi cores, formato de tabuleiro diferenciado, vários níveis e 50% mais letras dos existentes no mercado e ainda peças coringa”, comenta o banespiano, que completa: “Mas os custos para colocar algo em prática neste sentido são sempre muito altos”.


Mesmo assim, o colega não para de pensar em novas possibilidades e segue usando suas habilidades manuais e de criação para entretenimento de crianças e adultos. Todos eles devem seguir o mesmo preceito: “A minha intenção é sempre que o jogo deixe algum aprendizado”, conclui.

Texto: Érika Soares
Fotos: Camila de Oliveira

Última atualização em Ter, 01 de Novembro de 2016 08:51
 


Jornal

 

 



Todos os direitos reservados © 2017 - Afubesp - Rua Direita, 32 - 2º - São Paulo - CEP 01002-000
Telefone: (11) 3292-1744 - Fax: (11) 3107-9268 email: [email protected]

Design by Publisher Brasil | Web2a